Euro 2004 – a jornada nostálgica de Portugal com sabor agridoce

O Euro 2004 foi o campeonato mais marcante para os portugueses até termos sido campões em 2016 com o famoso golo de Éder. Um país de verão quente, perfeito para o turismo estrangeiro, a equipa de da geração de ouro de Figo e Rui Costa, mais um jovem Ronaldo. Estádios novos, e uma fome de vencer, com bandeiras à janela por ordem do selecionador Scolari. Tínhamos tudo para sairmos vitoriosos, mas tivemos um fim triste. Contudo a memória que deixou, dificilmente será ultrapassada. Relembra connosco a jornada e momentos chave do Euro 2004 que nos deixou tanta nostalgia.

Os Estádios do Euro 2004

Os 10 estádios que ficaram a cargo do Governo Português e da Federação Portuguesa de Futebol custaram 665 milhões de Euros e têm capacidade total para 376 mil habitantes. Alguns conseguiram gerar boa rentabilidade para os respetivos clubes, já outros estão sempre “às moscas”.

Lista e custo dos estádios do Euro 2004

EstádioCapacidadeInvestimentoCidadeClube
Estádio do Sport Lisboa e Benfica65.467165M€LisboaSport Lisboa e Benfica
Estádio Alvalade XXI50.095184M€LisboaSporting Clube de Portugal
Estádio do Dragão50.003125M€PortoFutebol Clube do Porto
Estádio Municipal de Aveiro32.83063M€AveiroBeira-Mar
Estádio Algarve30.30530M€Faro/LouléFarense/Louletano/Portimonense
Estádio Municipal de Braga30.28683M€BragaSporting Clube Braga
Estádio D. Afonso Henriques30.00037M€GuimarãesVitória Sport Clube
Estádio Cidade de Coimbra29.62236M€CoimbraAcadémica de Coimbra
Estádio do Bessa Século XXI28.26331M€PortoBoavista FC
Estádio Dr. Magalhães Pessoa23.88838M€LeiriaUnião Desportiva de Leiria

“Força” de Nelly Furtado – Hino Euro 2004

A Nelly Furtado, cantora internacional Luso-canadiana foi a escolhida para fazer o hino do Euro 2004. “Força” é o seu single e é cantado em inglês com refrão em português. Uma música que sem dúvida nos deixa muita nostalgia do campeonato realizado em Portugal.

A Seleção Nacional do Euro 2004

Este plantel do Euro 2004 é um dos que integra os jogadores da chamada geração de ouro que incluiu jogadores como Luís Figo, Rui Costa, Fernando Couto, Deco ou Simão. Foi neste plantel que também se estreou Cristiano Ronaldo numa fase final de competição internacional de seleções. Vê a lista de jogadores:

  • Guarda-redes
    • Ricardo(Sporting)
    • Quim(Sp.Braga)
    • Moreira(Benfica)
  • Defesas:
    • Paulo Ferreira (F.C.Porto)
    • Miguel (Benfica)
    • Rui Jorge (Sporting)
    • Nuno Valente (FC Porto)
    • Fernando Couto (Lazio)
    • Jorge Andrade (D.Corunha)
    • Ricardo Carvalho (FC Porto)
    • Beto (Sporting)
  • Médios:
    • Petit (Benfica)
    • Tiago (Benfica)
    • Costinha (FC Porto)
    • Maniche (FC Porto)
    • Rui Costa (AC Milan)
    • Deco (F.C.Porto)
    • Figo (Real Madrid)
  • Avançados
    • Pauleta (Bordéus),
    • Nuno Gomes (Benfica)
    • Hélder Postiga (Tottenham)
    • Simão (Benfica)
    • Cristiano Ronaldo (Manchester Utd.)

Jogos de Portugal na Fase de Grupos

Portugal foi colocado no grupo A junto da Grécia, Rússia e Espanha

Portugal vs Grécia 1-2

Este jogo decorreu no Estádio do Dragão(Porto) e foi ao que parecia um mau começo da seleção. O jogo teve golos de Karagounis (7′), Basinas (51′) do lado da Grécia. Ronaldo ainda conseguiu reduzir nos descontos aos 93′ mas não foi suficiente para evitar a derrota.

Rússia vs Portugal 0-2

Este jogo decorreu no Estádio da Luz, Lisboa e foi o primeiro jogo que mostrou que afinal tínhamos uma seleção forte! Teve golos de Maniche(7′) e Rui Costa(89′)

Espanha vs Portugal 0-1

Esta era uma Espanha que ainda não tinha chegado à sua fase mais forte que vimos na década de 2010. O jogo decorreu no Estádio de Alvalade, Lisboa e foi crucial para avançarmos para as fase eliminatórias. Nuno Gomes(57′) foi o marcador que nos colocou lá. O jogador indicou recentemente que até tentou enganar o jogador espanhol Puyol nesse mesmo jogo a acreditar que a Espanha passaria a fase seguinte 😆

Portugal vs Inglaterra 2-2 (conhecido pelos penálties e defesa de Ricardo)

Se há jogo que ficou bem retido na memória dos portugueses foi o sofrido jogo com a Inglaterra nos quartos-de-final do Euro 2004. A seleção inglesa tinha na altura estrelas como David Beckam, Michael Owen e Wayne Rooney. Michael Owen marcou o primeiro dos ingleses logo aos 3 minutos, pelo que Hélder Postiga só conseguiu igualar no marcador (1-1) aos 83 minutos. No prolongamento Rui Costa marca um golaço aos 110′, mas Lampard consegue igualar também aos 115 minutos. E aí ficámos destinados a ir para as grandes penalidades.

Os penálties foram sofridos, ficando na memória os falhanços de Beckam e Rui Costa e também o penálti à panenka pelo Hélder Postiga. Mas é óbvio que o momento mais memorável foi a defesa do guarda redes Ricardo sem luvas e de seguida a marcação sucedida do último pénalti que nos levou às meias finais. No vídeo abaixo podes ver o motivo da estratégia usada pelo Ricardo.

Portugal vs Holanda 2-1 (meia-final)

Este jogo teve como marcadores apenas jogadores da seleção portuguesa: Ronaldo (26′), Maniche(58′) e autogolo de Andrade (63′). O que vale é que o golo com remate curvado de Maniche é inesquecível!

Portugal vs Grécia 0-1 (final triste mas que valeu pela viagem de autocarro)

A jornada até à final foi apaixonante e cheia de emoção, mas teve um fim triste com o golo do Charisteas aos 57 minutos. Tal como o Ronaldo, estávamos quase todos em lágrimas, mas nunca é demais esquecer a viagem que a seleção teve até ao Estádio da Luz com o apoio de toda a nação a seguir o autocarro, pintando as ruas todas vermelho e verde.

Ficaremos felizes de ouvir a tua opinião

      Deixa um Comentário

      Nostalgic Box
      Logo
      Shopping cart