Conheces os atores das vozes portuguesas do DragonBall?

O DragonBall chegou a Portugal em 1995, transmitido pela SIC e contou com as vozes dobradas por atores portugueses que nos marcaram a infância e juventude dos anos 90, enchendo-nos de nostalgia até aos dias de hoje.

Todos nós acordávamos de manhã cedo para ligar a TV na SIC e ver o Buéréré, os Teletubbies. Ora a transmissão da série anime em Portugal dos anos 90 japonesa foi dobrada em português europeu ao contrário de por exemplo, o Doraemon que recebemos a versão dobrada em espanhol. Mas sabes quem são os atores que dão a voz aos nossos heróis de infância?

Quem são os atores que fazem a dobragem das personagens de Dragonball em Portugal?

Henrique Feist (Son Goku)

Henrique Feist é a voz do protagonista do DragonBall que é o nosso herói Son Goku. O Henrique faz também a voz de outras personagens como a do General Blue, personagem presente na primeira série. O Henrique é também conhecido por dar a voz a outras personagens em outras séries e filmes como o Monstro de “Bela e o Monstro”, o Ramsés de “Príncipe do Egipto”, o Príncipe de “A Branca de Neve e os Sete Anões”, David de “Lilo e Stich” ou “Rovu” de Rei leão 2 e Dexter em “Dexter’s Laboratory”. Mais recentemente Henrique Feist também cantou em Frozen.

Anteriormente à carreira de dobragem de desenhos animados, Henrique Feist teve uma carreira musicalmente popularmente conhecida conjuntamente com o seu irmão Nuno Feist. O dueto intitulado de “Nuno e Henrique” tem uma história de família incrível, cuja conceção teve a sua origem na Inglaterra após terem abandonado Portugal durante a Revolução de 25 de Abril, e que mais tarde acabou por voltar a Portugal onde participaram no Festival RTP da Canção em 1985.

Nuno e Henrique alcançaram o terceiro lugar do festival com a canção “Meia de Conversa”. Durante esta fase, os dois irmãos lançaram 9 discos e tiveram várias participações musicais em programas da TV, até que os dois acabam por se separar e tomar caminhos diferentes na faculdade em londres: Nuno formou-se para se tornar Maestro e Henrique formou-se em Teatro Musical. Deve-se também referir que o avô materno Manuel Paulino Júnior é o compositor da letra e música, “Ser Benfiquista”, o Hino do Clube Sport Lisboa e Benfica. O avô paterno também de nome Henrique Feist foi um alemão judeu que passou por muitas dificuldades na segunda guerra Mundial, tendo-se exilado em Portugal em 1938 após ter-se para lá mudado com a sua esposa portuguesa Maria Matilde Feist, cantora de ópera e por sua vez avó do Nuno e Henrique.

Nos dias de hoje o trabalho de Henrique passa mais pelas peças de teatro e musicais, tendo até trabalhado muitas vezes em espetáculos de Filipe La Feria e também com o Nuno, mas pode-se dizer que quando nós, miúdos dos anos 90, ouvimos a sua voz, temos sempre a nostalgia de ver o Son Goku em ação no DragonBall.

Cristina Cavalinhos (Bulma)

A Cristina Cavalinhos é uma das duas atrizes que dobram as personagens do Dragonball. Embora a sua personagem mais reconhecível seja a Bluma, a Cristina deu também voz a outras personagens da série anime, como a Launch e avó Baba e a Sónia, mas também a outras personagens do género masculino como o Chaos e o Upa.

A atriz tal como o Henrique Feist trabalha muito no mundo do espetáculo e ocasionalmente cinema e TV. Alguns dos seus trabalhos que te poderás recordar melhor incluem a sua participação na “Floribella”, o “Inspector Max“, “Anjo Selvagem” ou “Aqui não há quem Viva”.

António Semedo (Yamcha, Mr. Popo)

António Semedo para além de fazer a voz de Yamcha e Mr. Popo na série DragonBall, foi também o diretor da equipa de dobragem original pelo estúdio Novaga, tendo por isso um papel fundamental na nostalgia que o DragonBall nos traz até hoje.

António deixou-nos um legado importante não só da direção da dobragem do DragonBall mas também por dar a voz a outras personagens como o conhecido Topo Gigio, popularizado em portugal pelo Big Show Sic, e é também quem dá a voz que ao vocalista do tema de “Todos os Patinhos” (canção que era regra ouvirmos todas as noites).

Outros trabalhos populares de dobragem incluem: “Os Motorratos de Marte”, “Sailer Moon – Navegantes da Lua” e “Os Cavaleiros do Zodíaco”. António participou também em várias obras de cinema, teatros de revista e ainda programas de TV como “Turbulento” e “Os Mafarricos”.

Ricardo Spínola (Tartaruga Genial, Frieza)

O Ricardo Spínola é mais conhecido por dar a voz ao Tartaruga Genial, o mestre de infância do Son Goku. A voz roca que colocou na dobragem da personagem tornou o o Tartaruga Genial, uma personagem mais convincente das suas “taradices” e mais memorável até aos dias de hoje.

Ricardo é também o responsável por dar a voz original ao vilão Frieza, ao Coraçãozinho de Satã (Piccolo), ao Dragão Sagrado e canta no Genérico de DragonBall GT. Noutras séries e filmes, o ator dá a voz a Moisés de “Príncipe do Egipto”, Itachi de “Naruto” e Migalo de “Topo Giggio”.

Nos dias de hoje trabalha também no mundo do espetáculo tal como os seus colegas de trabalho.

Fernanda Figueiredo (Kika, Krilin)

A Fernanda Figueiredo dá a voz a Kika(Chichi), mulher de Son Goku e mãe de Son Gohan. Também faz vozes de personagens masculinas como o Krilin. Antes de trabalhar na dobragem de desenhos animados, a Fernanda fez vários alguns trabalhos no cinema português nos anos 60 tais como “Domingo à Tarde” (1966) e “Cruz de Ferro” (1968).

Fernanda deu a voz ao Marco (1976)

Na TV participou em diversas séries da RTP como “Um pássaro na Gaiola” (1969) e “Um Amor Feliz” (1990). A partir do primeiro trabalho de dobragem nas séries e filmes do DragonBall, a atriz fez dobragens de personagens de séries de animação célebres como o Marco de “Marco”, a Julieta (paixoneta de “D’Artacão”) e a D. Cassandra da série “Abelha Maia”. Podem por isso agradecer-lhe por ter proporcionado muita da vossa nostalgia dos anos 70, anos 80 e anos 90.

João Loy (Vegeta)

O ator João Loy dá a voz ao Vegeta, emblemático companheiro das maiores lutas de Son Goku. Segundo, João, como o Vegeta surgiu inicialmente como um inimigo de Son Goku, achou que ele não iria ter muito destaque na série, pelo que então decidiu dar-lhe a sua voz normal. Parece que enganou-se redondamente e desde então a sua voz ficou fortemente associada ao Vegeta.

O ator dá também a voz a outras personagens como o Hércules (Satã ou Mr. Satan) ou Recoom. Atualmente, o ator tem maior prominência no mundo do espetáculo, tal como os seus colegas, mas à semelhança de Cristina, o João também participou em séries e novelas de TV como o “Inspector Max”, a “Floribella”, “Deixa-me Amar”, “Rebelde Way” ou “Jardins Proibidos”.

Entrevistas com o Elenco de Dobragem do DragonBall

O legado do DragonBall é de facto muito grande e em portugal, pelo que os atores já foram entrevistados por alguns programas de forma a relembrar o fenómeno que foi o DragonBall nos anos 90. Um detalhe interessante que os atores gostam de indicar é de que muitas falas eram improvisadas por eles, dado ao facto de as falas originais japonesas terminarem e a boca das personagens continuarem a mexer em cena. Isto obrigava os atores a serem criativos, tornando as suas falas muito mais memoráveis.

fan art dragonball super nostalgicbox interstellart atores
Uma Fanart brutal do DragonBall Super desenhado pela nossa seguidora INTERSTELLART

Muitas das entrevistas serviram para também para dar a conhecer o seu trabalho no novo Dragonball Super que começou a ser transmitido na SIC em 2016 qual se conseguiu que o elenco original participasse.

Entrevista ao elenco do DragonBall no programa da Rita Ferro Rodrigues

Entrevista de Rita Ferro Rodrigues a Henrique Feist em 2014

Entrevista de Nuno Markl a Henrique Feist no programa 5 para a Meia Noite

Entrevista a Ricardo Spínola e João Loy no CC All Stars da Sic Radical

Espero que tenhas gostado desta viagem no tempo aos anos 90 com o DragonBall. Conecta-te connosco nas redes sociais ou envia um e-mail e dá-nos sugestões para artigos futuros 😉

1 Comentário
  1. Respostas
    E se Doraemon, Dragonball ou Naruto tivessem casas 3D? - Nostalgic Box 16/07/2021 as 6:35 pm

    […] e relaxante para que possamos descansar em paz. A não ser que do nada oiçamos a voz de Ricardo Spínola para irmos […]

Deixa um Comentário

Nostalgic Box
Logo